SOBRE A PYTHAGORAS

Editora portuguesa, que desde 2012, divulga orgulhosamente a HISTÓRIA com jogos educativos e criativos que pretendem juntar amigos e gerações (de famílias) em momentos divertidos ao redor de uma mesa.

Pela segurança e excelência da qualidade, os nossos jogos são recomendados pelo PLANO NACIONAL DE LEITURA, utilizados em várias escolas portuguesas e jogados por muitas famílias. 


Alegria e imaginação ao serviço da educação

Os jogos são feitos para fazer as crianças e os adultos felizes. Partindo deste princípio, orientamos o nosso saber para a criação de jogos que procuram desenvolver competências cognitivas fundamentais ao crescimento e intelecto. Estimular a criatividade, a imaginação, a inteligência e os hábitos sociais é a nossa prioridade.


Surpreendemos com mecânicas simples, fáceis de aprender e ilustrações inovadoras e cativantes. Um jogo é uma peça de arte que se deve colecionar.

Apoiamos e divulgamos os nossos jogos realizando e participando em eventos e ações em escolas, associações ou outras organizações públicas ou privadas.

Um jogo, um amigo!

Para jogar em família ou entre amigos em ocasiões descontraídas. Jogos contagiantes com duração aproximada a 60 minutos.

Para encontrar respostas ou viver aventuras construindo peça a peça a História e Cultura do Mundo.

Para jogar em família ou entre amigos em casa, no avião ou na praia. Portátil e colecionável com duração aproximada a 15 minutos.

AS NOSSAS COMPETÊNCIAS

GAME DESIGN | GAME DEVELOPMENT | GAME EDITING | GAME PUBLISHING

1

Edição e produção de jogos

2

Serviços de ilustração e merchandising

3

Workshops em escolas e festas temáticas

“tenho em mim todos os sonhos do mundo”

Álvaro de Campos in Tabacaria (1928)

ESTÓRIA DO CRIADOR

Trezentos e quarenta e um anos depois de nascer Isaac Newton, o famoso agricultor de maçãs inglês, nasceu David Mendes.


David, que sonhava um dia ser piloto de aviões, foi muito novo aprender a arte de pilotar passarolas e cousas de andar pelo ar, junto do mestre Bartolomeu de Gusmão. Quis o destino, que abandonasse o sonho de infância para se dedicar à invenção de engenhocas e brincadeiras.


Procura inspiração nos famosos e ilustres personagens: Fernando Pessoa, agricultor e provador de papoilas, Padre António Vieira, negociante de peixe e especialista em arte xávega e Camões, o oftalmologista, também mestre de cerimónias nas “horas vagas”.